Jovens desafiados na defesa da Europa livre, humanista, solidária e tolerante

“Os jovens devem assumir um papel ativo na afirmação da União Europeia como um espaço de solidariedade e promoção dos valores humanistas, de democracia, paz e liberdade, contra os extremismos e egoísmos nacionais”. O desafio foi lançado pelo eurodeputado José Manuel Fernandes, na abertura da 33ª sessão do Parlamento Europeu dos Jovens, que decorre em Braga.

Patrono do evento que tem a demografia como tema central e numa altura em que os europeus estão ainda em estado de choque com os trágicos ataques terroristas de Paris, José Manuel Fernandes sublinhou a importância dos jovens no processo de construção europeia e na defesa dos seus valores.

“Sei que a Juventude partilha os valores europeus, quer a Paz, um mundo livre e solidário, uma Europa sem fronteiras”, afirmou o eurodeputado, numa sessão que teve lugar no salão nobre da reitoria da Universidade do Minho, perante centena e meia de jovens oriundos de 15 países diferentes.

Confiante no contributo do Parlamento Europeu dos Jovens (PEJ) para “sensibilizar os diferentes povos e as diferentes gerações, contra a violência e contra a discriminação”, José Manuel Fernandes vincou que “a Paz tem de ser objectivo permanente, nunca dado como adquirido”. E convém não esquecer “as causas e as atrocidades da II Guerra Mundial, que aconteceu há relativamente pouco tempo e dizimou mais de 55 milhões de vidas”.

Num evento que contou os apoios do Município de Braga, da Universidade do Minho e outras instituições e empresas da região, o eurodeputado considerou que os ataques terroristas na Europa são “ataques a cada um de nós, aos nossos valores e ao modelo social europeu”.

“A demagogia, o populismo, os nacionalismos, os extremismos conduziram sempre à guerra”, alertou José Manuel Fernandes, que fez questão de realçar a confiança nos jovens, frisando que “são uma solução, e não um problema”.

Nesse sentido, defendeu que “cada um de nós deve fazer a sua parte, dar o seu melhor”. Por isso, apontou a sessão do PEJ como uma oportunidade para assumirem as suas ideias, convicções e projetos, no seio de uma União Europeia que aposta nos jovens.

“O emprego jovem é a grande prioridade da UE", sublinhou o eurodeputado, dando conta dos resultados da aprovação do orçamento da União para 2016, após a conclusão positiva das negociações entre o PE e o Conselho.

Coordenador do PPE na comissão dos orçamentos e relator do orçamento da EU para 2016, José Manuel Fernandes adiantou que o montante global de 155 mil milhões de euros disponíveis para o próximo ano se destinam a “promover o emprego e o crescimento e reforçar a solidariedade”. Aumentaram “os montantes para a investigação e a inovação, para as pequenas e médias empresas, e para a juventude”

“Somos todos importantes para a construção do desenvolvimento. Todos juntos, unidos na diversidade, no respeito pela diferença, promovemos a liberdade, construímos o progresso, defendemos a dignidade humana”, declarou o eurodeputado, reiterando o desafio aos jovens europeus nesta Europa “de liberdade, multicultural e tolerante, com fortes direitos sociais e uma legislação avançada em termos ambientais”.