Eurodeputado José Manuel Fernandes defende esforço dos jovens para "europeizar" o resto do mundo

Sessão no Colégio João Paulo II, em Braga, no âmbito do Programa Educativo "Escola Embaixadora do Parlamento Europeu"

O Eurodeputado José Manuel Fernandes sublinhou hoje que as novas gerações, nomeadamente os estudantes, são a geração que está em melhores condições de diferenciar a União Europeia como a região do Mundo que garante melhores condições de vida aos cidadãos e melhor defende o ambiente e valores humanistas e sociais.

Intervindo numa sessão sobre a União Europeia no Colégio João Paulo II, em Dume, Braga, José Manuel Fernandes apelou a que os estudantes fizessem um esforço para que o nível da qualidade de vida dos europeus e de valorização de direitos das pessoas se estendesse também às outras regiões do mundo.

"No atual cenário da globalização e face ao reconhecimento das vantagens do modelo de vida europeu face ao resto do mundo, devemos fazer um esforço para 'europeizar' o Planeta e ajudarmos a melhorar as condições de vida de outros povos menos favorecidos", desafiou o eurodeputado.

José Manuel Fernandes sustentou ainda que, "dessa forma, estaríamos também a evitar que a competitividade da economia global imponha pressões para baixar os direitos sociais, o nível de defesa do ambiente e até mesmo as condições de vida dos cidadãos".

A paz, o humanismo, a liberdade, a solidariedade e a partilha, a defesa da dignidade humano, a promoção dos direitos sociais e a defesa do ambiente, foram alguns dos valores apontados para a diferenciação positiva da Europa em relação ao resto do Mundo.

José Manuel Fernandes reiterou ainda que a União Europeia representa apenas 7% da população mundial, mas só os cidadãos europeus têm acesso a mais de metade de todas as despesas sociais contabilizadas em todo o mundo - ficando, por isso, menos de metade das despesas sociais para os restantes 93% da população mundial.

Nesta sessão inserida no âmbito do Programa Educativo "Escola Embaixadora do Parlamento Europeu", José Manuel Fernandes elogiou o interesse e o conhecimento dos alunos sobre a atualidade e as questões europeias, destacando a avaliação sobre o processo de saída do Reino Unido da UE - o 'Brexit'. 

O Eurodeputado lembrou que os jovens foram a geração que mais defendeu a continuidade do Reino Unido na UE, mas foram também a faixa etária que mais se absteve no referendo que levou ao 'Brexit'. Foi o resultado de uma campanha sustentada em inverdades e exploração de sentimentos egoístas e xenófobos, que agora está a gerar grande preocupação e apreensão entre os britânicos.

O Programa Educativo "Escola Embaixadora do Parlamento Europeu" tem como principal objetivo facultar, aos alunos do ensino secundário, conhecimentos para uma maior consciencialização dos jovens no tocante à cidadania europeia, e do qual o Colégio João Paulo II faz parte, integrando a nível nacional um gripo pioneiro de 16 escolas. O projeto “Escola Embaixadora do Parlamento Europeu” decorre no triénio 2016-2019.