Casal francês vai de bicicleta às 28 capitais da UE para explicar importância dos valores europeus.

José Manuel Fernandes apadrinhou arranque da ‘maratona’ velocipédica ‘Mais Europa’

O Eurodeputado José Manuel Fernandes apadrinhou hoje o arranque de uma ‘maratona’ em bicicleta que um casal francês decidiu fazer para promover e defender os valores da Europa, passando pelas capitais dos atuais 28 Estados-Membros da União Europeia.

O arranque da iniciativa ‘Mais Europa’ ocorreu em S. João de Loure, no concelho de Albergaria, num dia marcado pela primeira volta das eleições para a Presidência da República Francesa, consideradas de grande importância também para o futuro da Europa.

Claude e Sylvie Kuhn, oriundos da vila de Erstein, na região francesa da Alsácia, são os franceses que se propõem atravessar toda a Europa para explicar às pessoas por onde passam a importância da construção europeia e os riscos de uma eventual desagregação e de novas ameaças de guerra e conflitos.

“É o exemplo perfeito do que cada um de nós, enquanto cidadãos europeus, pode e tem a responsabilidade de fazer para defender o melhor modelo de desenvolvimento social, humano e económico até hoje testado em qualquer regime democrático”, sustentou José Manuel Fernandes, alertando para as ameaças que pairam hoje sobre o projeto de construção europeia.

O Eurodeputado chamou a atenção para a oportunidade de uma iniciativa lançada por um casal que carrega uma sensibilidade especial para a paz, por ser oriundo da região da Alsácia, que faz fronteira com Alemanha e que sofreu de forma especial as guerras mundiais do século passado, de tal forma que por diversas vezes já mudou de soberania, ora francesa ora alemã, devido aos conflitos armados.

“Hoje, num dia tão importante para a França e também para a Portugal, a Europa e o mundo, devemos encarar seriamente este exemplo a seguir. Não ganhamos nada com o isolamento e com a reimplantação de fronteiras. Além das eleições presidências francesas, também as eleições americanas influenciam a vida de cada um de nós. É isto a globalização”, alertou.

Por isso, José Manuel Fernandes felicitou os ciclistas. “Cada um tem de fazer a sua parte”, reclamou, apontando o caso do Brexit, num referendo em que os jovens, que era a geração que mais defendia e beneficiava com a UE, foram a facha etária mais abstencionista.

Com o propósito de falarem com todas as pessoas que puderem ao longo das estradas secundárias que vão percorrer, Claude e Sylvie Kuhn confessaram que sentiram a necessidade de avançar com a iniciativa quando estavam a percorrer os EUA e, em plena campanha das presidenciais americanas, assistiram à decisão em referendo do Brexit e ouviram Donald Trump a defender insistentemente a desagregação europeia.

Para a volta ‘”Mais Europa’ dizem-se inspirados pelo exemplo partilha e amor que vivenciaram na geminação de Ernstein e S. João de Loure.

Isso e o facto de Portugal ser o ponto mais oeste da Europa motivaram a escolha do local do ponto de partida da iniciativa, para regozijo do presidente da Junta de Freguesia de Freguesia de João de Loures e Frossos, Adalberto Póvoa.

Numa primeira fase desta longa ‘maratona’ pelas 28 capitais europeias, a primeira fase com cerca de 3.000 quilómetros inclui passagens por Lisboa, Madrid, Paris e Estrasburgo, onde José Manuel Fernandes se comprometeu a receber o casal francês, na sede do Parlamento Europeu, em junho.

Num evento que contou com a participação ativa da Banda Velha União Sanjoanense, e perante a presença do líder da concelhia socialdemocrata José Licínio Pimenta, José Manuel Fernandes fez questão de identificar a volta ‘Mais Europa’ como “um feito grandioso”. Realou, dessa forma, a importância e a força de atos simples e aparentemente simbólicos como o contacto direto com as pessoas para transmitir os valores europeus da liberdade, da dignidade humana e da igualdade, do desenvolvimento social, ambiental e económico.

2017/04/23